Treinamentos e Palestras em Negociação, Liderança e Poder de Vencer

O segredo e o falso brilhante

Inegavelmente, O Segredo é um sucesso, pois vende como água e, afinal de contas, uma tiragem mundial que já está na casa dos 5 milhões de exemplares, em aproximadamente um ano, não é para qualquer um. O Segredo versa justamente sobre sucesso, isto é, sobre como alcançar objetivos em termos de dinheiro, felicidade, amor, realização e tudo o mais que se quiser da vida. E quer fazer crer que isto é muito fácil. Basta que se conheça o “ segredo ”, ou seja, a Lei da Atração e se saiba usar o chamado pensamento positivo e o processo : peça, acredite e receba.

Assim sendo, a questão que passa a existir é saber se a orientação e conceitos apresentados são sólidos e consistentes, ou se estamos diante de mais um livro de consciência mágica, uma espécie de Harry Porter do sucesso. Será que estamos diante de uma jóia rara ou de um falso brilhante?

Vamos começar pelo conteúdo da obra. O tema tratado não é novo. De acordo com Arielle Ford do Ford Group, empresa de relações publicas especializada nas linhas metafísicas e motivacional, existem zilhões de outros livros e filmes a respeito da Lei da Atração. Portanto, o sucesso não se deve à originalidade do conteúdo. Está mais ligado à forma, aparência e maneira com que o assunto é tratado e apresentado. E para que se compreenda a razão disto, é preciso que se saiba sobre a vida profissional da autora. Rhonda Byrne possui uma empresa na Austrália, a Prime Time Productions, que já produziu reality shows e documentários muito bem conceituados como “Os maiores comerciais do mundo ”, “Os comerciais mais engraçados”, ” Sexo Vende” e vários outros, inclusive sobre OVNIs, ou seja, discos voadores. Portanto, Rhonda é uma produtora de TV experiente e que sabe muito bem o que fazer para atrair o gosto do público em geral. E é preciso que se tenha presente que desenvolver esta competência é fundamental para um produtor de TV, pois com o controle remoto, mudar de canal, é a coisa mais fácil do mundo. Assim, não faltam a Rhonda experiência e competência nesta área. Isto nos mostra que para se ter sucesso também é importante que se tenha competência, embora só isto não resolva, pois existem pessoas competentes que por diversas razões, inclusive de auto-imagem, não obtém resultados. O fato é que Rhonda usou extremamente bem suas competências para fazer seus dois produtos, DVD e livro, inclusive quando usa imagens como a do Aladim e a lâmpada mágica, e quando dá a entender que está revelando um segredo, o que está longe de ser verdade. Uma de suas referências básicas, o livro de Charles Haanel, The Master Key System, por exemplo, foi publicado em 1912.

Para que se possa aprofundar mais a compreensão do assunto, é relevante que se conheça o caminho que levou Rhonda ao sucesso. No prefácio de O Segredo ela escreve: “Há um ano, minha vida desmoronou. Eu estava exausta de tanto trabalhar, meu pai morreu subitamente e meus relacionamentos amorosos e com meus colegas de trabalho eram turbulentos. Eu mal sabia, na época, que do meu maior desespero viria o maior presente ”. E que presente foi este ? Um livro, A Ciência de Ficar Rico, de Wallace D. Wattles, escrito em 1910, e que foi dado pela filha Hayley, no final de 2004, quando ela tinha aproximadamente 50 anos. A partir daí, ficou profundamente motivada, leu outros livros, pesquisou na Internet sobre o assunto, e viajou com sua equipe para os Estados Unidos onde entrevistou e filmou 55 pessoas que considerava como sendo dos maiores mestres no assunto. Estas entrevistas redundaram em 120 horas de filmes, que foram rodados em aproximadamente 2 meses. O filme ficou pronto no final de 2005 e foi muito bem lançado no início de 2006, com um excelente emprego da Internet, inclusive com a utilização de um mailing imenso de todos os entrevistados que apareceram no DVD. Também ajudou a disponilbilização on line do DVD por um preço bastante acessível.

O sucesso veio rápido. Rhonda apareceu em programas de TV como o de Oprah Winfrei e os participantes do filme em dois programas de Larry King. E deste sucesso todo surgiu a necessidade do livro, que foi publicado no final de 2006.

Portanto, com relação à forma, aparência e marketing, nota 10 para o livro, ou melhor, para Rhonda. Mas a questão que se coloca é saber se o conteúdo merece a mesma nota. E este é o X da questão, pois Rhonda era principiante no assunto, já que só tomou contanto com o mesmo em 2004, através de um livro escrito em 1910. E existe uma infinidade de livros e filmes sobre o assunto. Só para citar, aqui vão dois bastante conhecidos : Pense e Enriqueça de Napoleon Hill, um best-seller, publicado em 1937 e O Poder do Pensamento Positivo, de Norman Vincent Peale, de 1952. Além destes livros, da chamada linha metafísica, existe uma infinidade de outros livros baseados em outras correntes de pensamento e enfoques que tratam do mesmo tema, ou seja, sucesso na realização de objetivos e desenvolvimento e utilização plena do próprio potencial e talento. E é bem provável que Rhonda, nem de longe, tenha conhecimento deles. Só á título de exemplificação: A Descoberta do Fluxo de Mihaly Csikszentmihalyi, Adversity Quotient @ Work de Paul Stoltz, a hipnose de Milton Erickson, a TCER – Terapia do Comportamento Emotivo Racional de Albert Ellis, a Programação Neurolingüística. Portanto, para gerar seu produto, Rhonda viu muito pouco de tudo o que existe. Mais ainda. Das 120 horas de filmes de entrevistas que fez, utilizou menos de 2 horas. E quais foram as conseqüências ? Conclusões apressadas, distorções, omissões e generalizações indevidas. O físico Fred Alan Wolf, por exemplo, afirma que muito do que disse em entrevistas para O Segredo ficou na sala de edição. “A base científica que mencionei foi distorcida, resultado em uma idéia simplificada, pouco mais que um comercial de longa duração ”, e por aí vai, falando inclusive da sua decepção. Ou seja, em termos de conteúdo, a compreensão de Rhonda era bastante limitada.

Assim, vejamos outros pontos que merecem uma atenção especial:

  • Esqueça a Lei da Atração e adote a Lei da ComunicaçãoSegundo a Lei da Atração, você recebe do Universo de acordo com aquilo que emite. Isto quer dizer que se emite uma vibração positiva vai receber positivo do Universo. Se emite negativo vai receber negativo do Universo. É preciso, portanto, analisar os fatos para verificar se as evidências comprovam ou não a Lei da Atração.Antes de receber o livro, presente da filha Hayley, Rhonda estava em grande desespero, e aqui está uma grande contradição, pois de acordo com a Lei da Atração, uma pessoa desesperada tem que receber desespero em troca, mas o que Rhonda recebeu foi esperança. Mas existem inúmeros casos semelhantes. Um deles foi o de Anthony Robbins, que acabou se tornando um dos maiores difusores da Programação Neurolingüística. Antes de conhecer a Programação Neurolingüística, Robbins estava vivendo um momento extremamente negativo, se escondendo do mundo e dos credores, com o telefone cortado por falta de pagamento, quando recebeu a visita de um amigo falando de reprogramação mental. E este foi o ponto de partida para o sucesso posterior.

    Mas também pode acontecer que pessoas que enviam vibrações positivas recebam respostas negativas de inveja, destruição e morte. Mahatma Ghandi, Martin Luther King e John Lennon, foram assassinados. Isto sem falar em Cristo que morreu na cruz. Assim sendo, pode-se concluir que a Lei da Atração está errada. Você não recebe de acordo com o que emite, mas sim de acordo com o impacto que a sua mensagem provoca no receptor. Portanto, é preciso sempre considerar a relação emissor-receptor e a questão : de que forma a sua mensagem toca o coração e a mente de quem a recebe. É preciso saber que uma mesma mensagem pode provocar impactos completamente distintos em cada receptor. Rhonda estava desesperada e sua filha Hayley recebeu a mensagem de desespero, não se deixou contaminar e respondeu com esperança. Uma outra filha poderia ficar desesperada. Uma outra pessoa poderia ficar indiferente ou irritada. Os profissionais de propaganda e marketing sabem que a resposta que se obtém depende da forma como a mensagem é processada pelo imaginário das pessoas.

    Portanto, esqueça a Lei da Atração e adote a Lei da Comunicação: você recebe, não de acordo com aquilo que você emite e sim de acordo com o impacto que a sua mensagem provoca no receptor. E lembre-se que vivemos num mundo probabilístico e não determinístico. Assim, quanto mais você tentar, com inteligência e competência, é bem verdade, mais chances você tem de receber o que pediu.

  • O Pensamento PositivoNinguém nega a importância do pensamento. Buda já dizia: “ tudo o que somos é conseqüência do que pensamos”. Entretanto, existem várias formas de abordar a questão e uma delas é a do pensamento positivo. Sobre este, convém mencionar o psicólogo Albert Ellis que relata inúmeros casos de pessoas que conheciam e praticavam o pensamento positivo e, apesar disto, tiveram que se internar em clínicas psiquiátricas ou acabaram tomando doses cavalares de tranqüilizantes. Além do mais, se houver formigas no seu jardim, não adianta nada ter pensamento positivo e ficar repetindo mental ou verbalmente, “ meu jardim é lindo, meu jardim é lindo ”. O máximo que você vai ter é um lindo formigueiro. Portanto, em matéria de pensamento, como em qualquer outra coisa da vida, é fundamental evitar confusões, simplismos, distorções, omissões, associações equivocadas e também saber separar o joio do trigo.
  • O poder das crençasO poder das crenças é extraordinário, para o bem ou para o mal. O efeito placebo é uma prova disto. Uma pessoa toma farinha de trigo com açúcar e acredita que seja um remédio e acaba se curando. Mas também pode acontecer o contrário, tipo feitiço vodu. Uma pessoa se acredita atingida pelo vodu e acaba entrando em processo de autodestruição. Quando se analisam crenças, não é fundamental saber se elas são verdadeiras ou falsas em termos de realidade objetiva, mas sim se são, por um lado, fortalecedoras ou enfraquecedoras e limitadoras, como mostram o placebo e o vodu. Por outro, quais são as conseqüências da crença. Assim, se você não sabe nadar e acreditar que pode se lançar ao mar que vai aprender, existe uma alta probabilidade de você morrer afogado.Vejamos algumas crenças extremamente perigosas que estão no O Segredo :

    Você não pode “ pegar ” nenhuma doença a não ser que pense que pode, e pensar que pode é fazer um convite com o pensamento.

    Os alimentos não são responsáveis pelo aumento do seu peso. Seu pensamento de que a comida é responsável pelo aumento do peso é que, na verdade, faz com que a comida engorde.

    Tudo que lhe acontece (de bom e de mal ), é você que atrai com os seus pensamentos.

    Estas crenças podem ter conseqüências profundamente destrutivas. Assim, por exemplo, as pessoas não precisam ter nenhuma preocupação em suas relações sexuais. Só pega aids quem pensa negativo. Ou de uma outra forma, você pode beber ácido sulfúrico se pensar positivo. Isto faz com que pessoas que tenham câncer, ou qualquer outra doença grave, não se utilizem de todos os avanços da medicina. E mais : você acredita que foi o pensamento das pessoas que estavam no Titanic que atraiu o iceberg ? Ou que quem pegou dengue é porque atraiu o mosquito aedis aegypt com o seu pensamento ?

  • Peça, acredito e receba. Esta seqüência está profundamente incompletaRhonda Byrne fez bem mais do que o peça, acredite e receba. Ela ficou motivada, agiu, e foi à luta. Mas a ação para levar ao sucesso tem que ser respaldada por competência e decisões inteligentes. Além disto, também é preciso saber trabalhar com as adversidades. Senão, você pode fazer como o Zidane e sair dando cabeçadas por aí.Ben Johnson, que tem formação em medicina e foi um dos entrevistados, preocupa-se que a maioria dos expectadores do DVD, acabem de ver o filme com uma idéia de “serem o centro do universo ” e que basta pensar, pedir, acreditar e tudo o que quisermos cairá do céu. Por isto, é fundamental buscar outras referências para verificar o que, de fato, as levou ao sucesso. Que tal Bill Gates e Warren Buffet? E, porque não, Bernardinho o técnico da supercampeã seleção brasileira de vôlei masculino. Ou então, Oscar Schmidt, que foi um extraordinário e vitorioso jogador de basquete.

    Para concluir : O Segredo precisa, urgentemente, de um ‘recall’ quanto ao seu conteúdo. Quanto à forma, aparência e marketing não, que estão ótimos. Assim, mais uma vez vale o velho ditado : “ nem tudo que brilha é ouro ”, ou seja, o brilhante pode ser falso. Mas de qualquer forma, é como diz o ator José Mayer: “ só quando você se atreve a ir é que o caminho acontece”.

Reprodução permitida, desde que mencionada a fonte e o livro Negociação Total

 

https://www.replicabagsblog.com https://www.blxsk8.com https://www.colinjoss.com http://www.kickbacktimber.com https://www.thecharmingfox.com http://www.leecoreyoswald.com http://www.newhydeparkdeli.com https://www.he-chiks.com/ https://www.trollerikiz.com http://www.lautanarchive.com replica bags replica handbags replica bags hermes replica hermes replica hermes replica goyard replica replica handbags replica handbags hermes replica replica handbags replica bags replica handbags replica hermes replica hermes replica hermes replica goyard replica bags replica bags replica hermes http://www.replicaaa.com replica handbags http://www.etgworld.com canada goose outlet